Archive for abril \27\UTC 2009

Blog’s e Sites Comentados

27/04/2009

  Bom pessoal hoje vou fazer uma pequena listas com alguns blog’s e sites interresantes.

  Vou dividir os comentários por área começando por Teatro.

Teatro

  http://www.sobrevento.com.br/ – Esse é o site do Grupo Sobrevento, um dos mais importantes grupos de teatro de animação no brasil, o site é muito bacana com fotos de espetáculos, noticias e agenda de apresentações do grupo.

  http://teatroanimadois.blogspot.com/ – Este Blog é da cia Anima 2 de Teatro, eu nunca assisti nada deste grupo, mas o blog é super bacana tendo inclusive fotos do processo de confecção dos bonecos e figurinos do grupo.

  http://www.stromboli.com.br/Home.html – Este é o site da cia stromboli, em que eu trabalho, o mais interessante do site é a seção bonecos, onde há uma explicação das diverentes técnicas de animação.

Literatura

  http://oescritoreapalavra.wordpress.com/ – Este é um blog recém criado com textos de Carlos Bueno Guedes, um poeta do Vale do Paraiba, muito bom, dêem uma olhada.

  http://www.sintonia-onze.blogspot.com/ – Este é blog de menina de Porto Alegre que eu conheci pela internet, a menina é talentosa.

  http://www.revista.agulha.nom.br/poesia.html – Este é um dos sites com maior conteúdo literário da internet, sempre que quero uma poesia encontro aí.

Fotografia

  http://lffoto.multiply.com/ – O banco de imagens virtuais de Luis Felipe Amaro, que já fez parte da organização do Projeto 8, fantastico.

Curta-metragens

  http://www.portacurtas.com.br/ – Um site com patrocínio da Petrobras recheados de curta-metragens nacionais.

Artes Visuais

  http://piercarlo.carbonmade.com/ – Blog do Pier artista que já expos no Projeto 8.

  http://www.diegomiguelartes.blogspot.com/ – Blog do Diego Miguel artista que também já expos no Projeto 8.

Bom Pessoal por hora é isso se alguem tiver alguma dica de site ou blog é só por nos comentários que eu adiciona aqui.

Este artigo foi feito por Paulo Carvalho.

Novas Atualizações no Site!

26/04/2009

  O Site do Projeto 8 ( www.projeto8.com ), recebeu um pacote de atualização com muitos vídeos do que rolou no evento do dia 4 de abril de 2009.

  Tem músicas do Sambossa e do Kid Cuba, esquetes de Samanta Dudalski e Aline Carvalho e Brenda Lígia, além de um novo texto de Issac Trabuco na seção artistas.

Vale a pena conferir.

Este artigo foi feito por Paulo Carvalho

O Casamento da Baratinha

21/04/2009
Carú como Baratinha
Carú como Baratinha

  Neste fim de semana aconteceu a minha estréia no espetáculo “O Casamento da Baratinha” com a Cia. Stromboli, foi uma esperiência muito gratificante e eu espero que se repita por muitas vezes.

  Pra começar é interessante contar que foi a estréia de todo o elenco porque apesar de o espetáculo já existir a algum tempo, tendo uma história muito bem sucedida, o elenco estava todo novo. Eu fazendo A Coruja e O Sapo, Ana Carolina a Carú, Fazendo a Baratinha e Tatiana Cavaçana, que apesar de já ter feito o papel da baratinha por muito tempo, estava estreando fazer os demais bonecos do espetáculo ( Jacaré, Carneiro, Macaco e Rato), na operação técnica, também, tivemos a estéia do Nivaldo. Isto deu ao espetáculo uma nova cara.
  Bom nos encontramos no sábado dia 18 de Abril eu e o Nivaldo fomos até o metro Bresser onde a Tati (Tatiana Cavaçana) nos pegou de carro e nos levou até o Teatro Artur Azevedo, onde a Cia. Stromboli fica em cartaz até o dia 31 de maio com “A Bela e a Fera”, lá encontramos a Carú e o elenco da Bela e a Fera depois de roubar descaradamente algumas esfihas que o pessoal da Bela estava comendo, nos pusemos a bagagem na Van, nos despedimos do elenco da Bela e fomos pra estrada, isso era por volta das 15h45, o nosso motorista, que por sinal foi muito simpático, chama-se Leando, alguma conversa jogada fora, alías os papos que temos durante a viagem é uma das coisas mais legais de se viajar com um espetáculo.
  Chegamos em nossa primeira parada o Sesc Bertioga por volta das 18h00, descarregamos a Van e já fomos montar o cenário, que se constitui de uma treliça sobre dois pedestais, coberta por uma cortina de veludo preto, e jornais espalhados pelo palco formando montes de lixo, esses jornais inclusive a Tati pegou no próprio Sesc, cenário super versátil.
  Começamos a passar um corrido e fomos até dois terços do espetáculo quando paramos para nos preparar para a estréia, que aconteceu as 20h30.

Na ordem: Nivaldo, Tati, Caru e Eu
Na ordem: Nivaldo, Tati, Caru e Eu
  Durante o espetáculo tudo correu bem o público do Sesc foi super participativo, cantando junto as músicas do espetáculo e até querendo se manifestar a respeito do que acontecia com a Baratinha. O Auditório estava praticamente lotado com muitas crianças.
  Fim do espetáculo, fica a sensação boa de missão cumprida e eu senti aquela coisa boa de estar fazendo o que gosta, de ter certeza que é pra isso que eu vim pro mundo.
  Juntamos tudo. comemos, ficamos sabendo que não iriamos poder tomar banho em Bertioga e fomos pra estrada. Aliás um adendo aqui é que as estradas em que andamos foram lindas, com um restinho de mata atlantica que está preservada.
  Chegamos em Campos do Jordão, nossa segunda parada, por volta da 1h00 da madrugada, e fomos direto para os dormitórios do auditório Cláudio Santoro, o mesmo que ficam hospedados os bolsistas durante o festival de inverno. Nos dormitórios só tinha luz no corredor as meninas ainda tomaram banho eu confesso que fui direto pra cama, já que ao contrário do resto do pessoal eu não dormi na estrada, fui pra cama e ronquei um pouco, o Nivaldo reclamou, mas disse que logo eu parei viu!!!
  Acordei as 8h00 em ponto fui tomar banho, tomamos café nos dormitórios, cortesia da Tati e sua “Geladeira”, que não passa de um tupperware super prático.
  Fomos pro Cláudio Santoro, montamos tudo com mais facilidade, eu e o Nivaldo já estamos mestres em montar a treliça, testamos o som e fomos nos preparar, quando finalmente fomos pra trás da treliça esperar o público não imaginávamos que iamos ficar 30 minutos esperando o público entrar, é verdade demorou 30 minutos pro público entrar, é obvio que não lotamos todo o auditório, afinal lá cabem mais de 850 pessoas, mas acho que pelo menos uma 500 pessoas estavam lá.
  O espetáculo aconteceu direitinho, mas confesso que não foi tão legal quanto o de Bertioga, mesmo assim foi muito bom a ponto de uma senhora nos abordar ao final querendo comprar uma apresentação do espetáculo.
  Desmontamos tudo e fomos pro Capivari almoçar, aí foi uma aventura conseguir parar a Van, Campos estava lotada e na hora do Almoço, uma loucura, quase desistimos, até que finalmente achamos um estacionamento com vaga, comemos no restaurante Safari e estava tudo muito bom, e eu encerei esta viagem mais cedo que o resto do elenco pois parei em Jacareí para passar o feriado com meus pais, enquanto eles seguiram para Atibaia, sede da Cia. e depois Sampa.
  Bom, como eu já disse no começo do artigo foi uma experiência gratificante e vamos esperar por novas aventuras, hahaha.
  A próxima apresentação de “O Casamento da Baratinha” está marcado pra 3 de maio em Araras e pra quem quiser conhecer um pouco mais da Cia. Stromboli entre em http://stromboli.multiply.com/ lá tem muita informação bacana do grupo, recomendo que vocês assistam o curta-metragem Tyger em que o grupo manipula um tigre gigante que invade uma cidade, muito bom, com link no endereço acima.
Só pra vocês conhecerem: A Coruja e o Macaco.

Só pra vocês conhecerem: A Coruja e o Macaco.

Este artigo foi feito por Paulo Carvalho

Nesta Data Não Tão Querida

12/04/2009

baner

  Hoje eu vou falar um pouquinho de um espetáculo em que eu faço a operação de luz e som, uma coisa que é importante comentar antes de falar da peça propriamente dita, é que a Cia. “A Filha da Mãe”, é um grupo vindo do interior, assim como eu, e vem trazer seu espetáculo pra São Paulo sem nenhum patrocínio, contando apenas com alguns apoios de restaurantes como O pedaço da pizza, Planeta’s e Cantina Luna di Capri.

  É importante resaltar isso porque demonstra o comprometimento e paixão do grupo com o fazer teatral, pois assumindo os riscos, com recursos próprios, eles não seriam loucos de apresentar um espetáculo sem um mínimo de verdade e genuinidade.

  Não que isso represente algum amadorismo por parte do grupo, pelo contrário Elaine Maturano que faz a filha fez curso no Globe-SP, a mãe Ana Maturano está no exercício do palco a bastante tempo e o diretor Massayuki Yamamoto, tem bastante experiência já tendo trabalhado inclusive com espetáculos mainstream com atores globais.

  Mas vamos a peça: “Nesta Data Não Tão Querida” é um espetáculo denso baseado em um conto de Lygia Fagundes Telles, é curioso que tanto no texto como na vida real trata-se de mãe e filha, o que torna a comunhão entre as atrizes muito boa, o espetáculo já tem um bom tempo de estrada sendo esta a segunda temporada em São Paulo, a anterior foi no Espaço dos Insights.nestadats1 

  O espetáculo está em cartaz no Teatrix  – R. Peixoto Gomide, 1066 – Jardim Paulista – São Paulo – SP. Tel: (11) 3285-0939, sempre aos sábados as 21h30 até 25 de abril – Ingressos à R$30,0o (meia entrada para estudantes, idosos e profissionais da área).

   Bom pra finalizar este artigo eu ofereço minhas sinseras palmas pra estas duas atrizes que com garra e paixão, encaram este desafio de sair da comodidade de uma região onde elas já tem respeito e espaço adquirido e enfrentar este mercado muitas vezes cruel que é São Paulo.

  Agora segue a sinopse do espetáculo: “Nesta Data Não Tão Querida”.

  Drama de Edson Gory, Baseado no conto “A Medalha”, de Lygia Fagundes Telles, conta a história de Veridiana e Adriana, mãe e filha, respectivamente, que moram juntas, mas vivem uma relação marcada por segredos do passado, que as assombram e as impedem de viver plenamente. Para essas duas mulheres sobreviventes, parece não existir uma saída ou um futuro, apenas um dia após o outro.

  O casamento de Adriana é o elemento catalizador para que esses segredos venham à tona, segredos repletos de mágoa, culpa e inesperadamente, amor. Será tarde demais para repara os erros do passado? Redenção é o único desejo destas duas mulheres desesperadas por viver, mas ao mesmo tempo cansadas da vida.

  De Edson Gory, com Elaine Maturano e Ana Maturano, Direção Massayuki Yamamoto.

Ana Maturano e Elaine Maturano

Ana Maturano e Elaine Maturano

Este artigo foi feito por Paulo Carvalho.

Atualizações no site!

12/04/2009

  Bom estou preparando um pacote de atualização do site com vários vídeos do que rolou no evento do dia 4 de abril, vou postando aos poucos conforme o material for ficando pronto, mas vocês já podem conferir o primeiro vídeo, na galeria música, nos vídeos do Sambossa. É a filmagem da música canto de Ossanha de Baden Powell e Vinícius de Morais. Também já esta no ar uma galeria de fotos também do evento do dia 4.

  Lembrando que o endereço do site é: http://www.projeto8.com

  Este artigo foi feito por Paulo Carvalho.

Dia 4 de Abril

06/04/2009

 E ai, pessoal!

Dia 4 de abril aconteceu o último evento do Projeto 8. Desta vez tivemos muita diversidade artística. Samanta Dudalski fez uma linda apresentação em dança e a esquete de Aline Carvalho e Brenda Lígia sensibilizou todo o público.

 Na música,  além da ótima apresentação do Sambossa, tivemos o Rock’n’Roll de Kid Cuba e, pela primeira vez nas artes plásticas, uma instalação realizada por Edel Vecci.

  Neste evento  não tivemos apresentação de curtas-metragens. Em contrapartida, inovamos o Projeto8  gerando imagens do próprio evento num telão.  Aliás, Issac Trabuco, que sempre nos presenteia com sua vídeo-arte em tempo real, esteve presente.

  Enfim, vamos guardar este evento com carinho na memória e, em breve, faremos uma atualização do site com muita coisa bacana.  Agora seguem algumas fotos do projeto:

Este sou eu apresentando o evento.

Este sou eu apresentando o evento.

Samanta Dudalski em ação.

Samanta Dudalski em ação.

O Grande Sambossa

O Grande Sambossa

Um momento da esquete.

Um momento da esquete.

A primeira instalação.

A primeira instalação.

A galera prestigiou a exposição.

A galera prestigiou a exposição.

O Rock'n'Roll do Kid Cuba.

O Rock'n'Roll do Kid Cuba.

Este artigo foi feito por Paulo Carvalho.

É hoje!!!

04/04/2009

Hoje Projeto 8 no Bar do Santa, Rua Fidalga, 330 – Vl. Madalena.

Com as participações de:

Musica:

Kid Cuba
Sambossa

 

 

Artes Plásticas:

Angelo Oliveira
Anderson Jovino
Edel Vecci
Piercarlo Romano
Ricardo Moreiro
Sanqueilo


Fotografia:

Flávio Silva
Lívia Botazzo

Esquetes:

Samanta Dudalski
Aline Carvalho & Brenda Ligia (As Ex-Pirituosas)

 

Utilidade pública

01/04/2009

 Repasando algumas informações que recebi via informe da Cooperativa Paulista de teatro.
Ler Conteúdo

O Meu Palhacinho

01/04/2009

  Vou contar uma história curiosa.
  Quando eu era criança eu ganhei uma marionete palhaçinho, não me lembro bem nem que idade tinha e nem tenho certeza se foi do meu pai ou da minha avó que eu ganhei este palhaçinho, o fato é que eu o ganhei e gostei muito dele, por um acaso a minha família passava por algumas dificuldades na época, meu pai estava desempregado e morávamos em uma edícula na casa dos meus avós, mas na época eu não me dava conta direito disso e adorei o palhaçinho vivia com ele me achavá o máximo porque eu sabia fazer ele andar.
  O curioso é que no futuro eu me tornei palhaço, e depois bonequeiro, o primeiro boneco que construí é um palhaçinho e atualmente estou trabalhando em uma peça com marionetes.
  A pergunta que deixo no ar é até que ponto coisas simples como ter um brinquedo interresante, molda nosso futuro, será apenas coincidência? sei lá mas acho curioso o fato de eu ter tido um palhaçinho.
Esse artigo foi escrito por Paulo Carvalho.

Próximo evento dia 4 de Abril

01/04/2009

convitevirtual4blog