Trilogia Saura-Gades.

  Carlos Saura grande cineasta espanhol junto com Antônio Gades, bailarino, sendo um dos principais nomes da história da dança flamenca, morto em 2004, nos presentiaram com esta belíssima trilogia, obrigatória para todos que gostam de um bom cinema e de dança.

Bodas de Sangue 

Tudo começa com “Bodas de Sangue”,  filme de 1981, que é a transposição para a tela do balé criado por gades em 1974, mas não se trata aqui apenas de um espetáculo filmado, Saura tem todo um apuro na linguagem cinematográfica, as tomadas de câmera e a montagem são muito interessantes e nos dão um filme vibrante, neste filme não há falas, pelo menos após a história de Lorca efetivamente começar, já que nos é mostrado toda a preparação dos bailarinos antes de se iniciar o drama, e esta ausência de diálogos permite concentrarmo-nos na força dos movimentos da dança, que passam todas as emoções da trama forma absolutamente envolvente.

Carmem

  Neste filme, de 1983, nos é mostrado um elenco de uma companhia de dança, montando o espetáculo Carmem, com base na ópera de Bizet, aqui Gades interpreta a sí próprio, como coreógrafo e protagonista do drama, que aos poucos se mistura com sua própria vida e uma Carmem faz de sua vida um vendaval emocional. Nesta película assim como na anterior temos o uso da meta-linguagem como elemento importante para o filme, o que resalta uma apresentação com elementos brechtinianos, isto é aliás uma marca presente em toda trilogia.

Amor Bruxo

  Dos três este é o único fime que nos apresenta a história diretamente, sem mostrar a preparação do elenco, como em “Bodas de Sangue”, ou uma trama paralela como em “Carmem”, aqui o filme conta a história, baseada na peça de Manuel de Falla, sobre um cigano que se apaixona por uma mulher assombrada pelo fantasma do ex-marido, mas a meta-linguagem está presente na cenografia, o cenário é todo construído como se fosse de uma peça teatral, utilizando-se inclusive de um cliclorama, o que gera efeitos belíssimos.

  Bom fica a dica destes ótimos filmes e aproveitando para indicar também o filme “Goya” do mesmo diretor.

  Este artigo foi feito por Paulo Carvalho.

Anúncios

2 Respostas to “Trilogia Saura-Gades.”

  1. Museu do Baile Flamenco | Flamenco Brasil Says:

    […] Flamenco de Andalucía e a participação como protagonista na trilogia de Gades-Saura (sugiro este link) para o […]

  2. Museu do Baile Flamenco « Catarse Musical – Técnica Vocal e Cultura Geral Says:

    […] Flamenco de Andalucía e a participação como protagonista na trilogia de Gades-Saura (sugiro este link) para o […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: