O Ator

  Tive inspiração e escrevi um monte de bobagem:

           O que é o ator? Quem é esta figura estranha que cria universos, e os desfaz a cada noite? Que tipo de criatura carrega este fardo?

            O Ator é o louco! Ou talvez seja o solitário que vê a verdade?

            Que figuras divertidas são os atores.

            São Pagãos, pois o teatro tem seus próprios deuses, mas ainda assim acreditam que Deus esta do lado deles, mesmo os ateus.

            Sentem medo, as pernas tremem, a garganta seca, sempre a cada espetáculo, mas não podem viver sem isso, é sua droga, sua paixão.

            Os atores são prostitutas que vagam por ruas sujas e como estas sabem a verdade escondida do mundo.

            Os atores, por pura contradição, não usam máscaras e saem a vagar por aí nus sem perceber que os outros os apontam e riem de sua inocência.

            Os atores são amargos, pois sabem o que é sentir o gosto de sangue que lhe escore pela boca quando se atiram ao precipício.

            Que idéia essa de alguém ser ator!

            Mas ser ator não é opção é maldição, vocação sem sacerdócio, é a única possibilidade de um ser recheado de seres, que por vez ou outra tem de deixar que um se apresente, para que o mesmo não o mate.

            Como mães os atores sofrem, no parto e na despedida, não mandam em suas crias elas insistem em ganhar forma e cor independente na cabeça de um público incauto.

            O que sobram aos atores? Só as memórias do que um dia foi, o seu próprio ser misturado, até quem um outro ser resolva vir perturbar lhe o sono.

            Finda o espetáculo, apagam-se as luzes, baixam-se as cortinas e o ator está só, este que já foi muitos, personagens e público, todos condensados em seu âmago, agora é um, pois a solidão é a personagem secreta que todo ator carrega, sempre, por toda a vida em um grande palco sem adornos.

  Este artigo foi feito por Paulo Carvalho.

Anúncios

3 Respostas to “O Ator”

  1. L.F Says:

    Não tenho a mais remota idéia de qual é a sensação de “ser ator”, mas pelo que vejo pela noite, me parece que é bem por aí, mesmo.

  2. Vilma Says:

    É tudo isso, sem tirar nem por!
    Só falta dizer que quando o ator se afasta do palco, ele vive sufocado, com um nó na garganta, como se todos aqueles que vivem dentro dele tentem sair ao mesmo tempo, e que mesmo com tanto seres dentro de um, existe um vazio tão grande que só pode ser preenchido quando se está em cima de um palco!

  3. Salvador Dalí Says:

    muito “inovador”, é uma mistura de poesia com prosa esse seu artigo sobre o Ator… tudo tem sua propria originalidade, sinal este que tens espirito poético, e não apenas critico! continue assim, bem; “intelectual-poeta”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: